PT | EN

A recente premiação do longa Uma história de amor e fúria no Festival de Annecy, a organização dos profissionais, o aquecimento sem precedentes do mercado e os 21 anos de sucesso do ANIMA MUNDI – todos esses ingredientes são marcas do excelente momento que vive a animação brasileira. Por isso, a revista Filme Cultura preparou uma edição especial sobre o gênero no país, que cada vez mais deixa de ser um pequeno nicho, para virar coisa de gente grande.

Em sua 21ª edição, ANIMA MUNDI ganhou destaque na revista, que ouviu os 4 diretores e criadores do festival

Em sua 21ª edição, ANIMA MUNDI ganhou destaque na revista, que ouviu os 4 diretores e criadores do festival

Para investigar os desafios e as limitações da produção nacional, a edição contou com o apoio dos diretores do ANIMA MUNDI, além de membros da Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA). As matérias fazem um panorama do mercado, dos longas de cinema às séries de TV e aos games.

A carreira do animador Marcelo Marão se confunde com a história do ANIMA MUND

Marcelo Marão: primeiros contatos profissionais do animador surgiram dentro do ANIMA MUNDI

Destaque também para o depoimento pessoal de Marcelo Marão, que passou de frequentador do primeiro ANIMA MUNDI para posto de um dos maiores animadores do Brasil. “Em 1993 eu estudava na escola de Belas Artes da UFRJ quando aconteceu algo que mudaria toda a minha vida profissional, meu círculo de amizades e até os meus relacionamentos afetivos”, relembra no artigo “O Natal dos Animadores”.

Em sua 21ª edição, ANIMA MUNDI ganhou destaque na revista, que ouviu o diretor Marcos Magalhães (esquerda).

Em sua 21ª edição, ANIMA MUNDI ganhou destaque na revista, com artigo do diretor Marcos Magalhães (esquerda).

Marcos Magalhães, diretor do ANIMA MUNDI, também contribuiu na publicação com a análise “Qual Será a Técnica do Futuro?“. Para explicar o que está por vir, Marcos recorreu ao passado, mostrando que nem tudo é tão preto no branco. “Os animadores naquela época se alternavam entre o puro fascínio com as novas tecnologias (os mais jovens) e o temor de uma mudança inatingível de paradigmas (por parte dos animadores veteranos). Ao longo dos anos, ambos os lados foram moderando suas impressões”.

A edição nº60 da Filme Cultura está disponível para download no site oficial da revista, onde você também pode saber em quais livrarias encontrá-la!

http://www.abca.org.br/