PT | EN

“Um velho caipira toca uma canção mágica que atrai um monstro gigante”. Essa é a história criada por Hélder Nóbrega Prando, o brasileiro que dirigiu o curta Bud’s Songs Time e ainda criou um blog para que todo mundo pudesse acompanhar a produção. Agora, a gente sabe tudo sobre o processo criativo da animação, aproveita!

O animador optou por um visual mais limpo, ou seja, com poucos elementos. Isso quer dizer que grande parte do curta foi sustentada pelo trabalho com as texturas e matte painting, o que exigiu muito estudo. Não foi fácil, Hélder passou bastante tempo pintando as texturas, afinal, era muito importante encontrar o estilo que, no final das contas, definiria boa parte do visual.

Muito do curta foi guiado por uma cena específica que estava na cabeça de Hélder desde o começo da produção. Ele já sabia que o momento principal seria quando os dois personagens ficassem um na frente do outro, se encarando. Buscando inspiração em jogos como Braid e Donkey Kong Returns, ele decidiu que a cena seria no por do sol, o que exigiu silhuetas e cores interessantes.

Mas, melhor do que ler o que nós temos para dizer sobre o processo, é ver o que o animador de fato produziu. Dá só uma olhada:

Já virou fã do cara? Ele fez o curta no curso Voyage, na escola Melies. Hélder, além de animador, é diretor de arte em São Paulo e ainda é sócio de uma produtora de animação, a Mellon Studios. Que sucesso! Já sabe que podemos esperar mais grandes coisas dele, né?