PT | EN

No Anima Mundi 2013 exibimos o incrível curta Malaria, do diretor Edson Oda. Na verdade, a produção brasileira nem é 100% uma animação, já que mistura técnicas de origami, kirigami, ilustração nanquim e quadrinhos, além de time-lapse. Mas os desenhos de Edson são tão bons e a narrativa criada por ele tão intensa, que o filme ganhou seu lugar no festival.

O curta traz a história de um mercenário contratado para matar (acredite) a morte. No melhor estilo faroeste, incrementado pela boa trilha sonora, o diálogo dos dois é algo que vale a pena ouvir (e ver também, claro).

No Anima Mundi 2013 exibimos o incrível curta Malaria, do diretor Edson Oda. Na verdade, a produção brasileira nem é 100% uma animação, já que mistura técnicas de origami, kirigami, ilustração nanquim e quadrinhos, além de time-lapse

Curta Malaria foi exibido na categoria Panorama do Anima Mundi 2013

Em certo momento, a morte diz: “Se você me matar, em 500 anos não haverá mais espaço para tanta gente na terra”. A frase nos lembrou o livro de José Saramago, “Intermitências da Morte“, no qual subitamente ninguém mais morre no mundo, ficando com a vida por um fio.

A ideia inicial era inscrever o curta no concurso Django Unchained Emerging Artist Contest, realizado este ano por Quentin Tarantino. Mas como a elaboração das ilustrações e toda a finalização não ficaram prontas a tempo, Edson enviou outro trabalho, “The Writer“.

A ideia inicial era inscrever o curta no concurso “Django Unchained Emerging Artist Contest“, realizado este ano por Quentin Tarantino. Mas como a elaboração das ilustrações e toda a finalização não ficaram prontas a tempo, Edson enviou outro trabalho, “The Writer“.

Em The Writer, personagem principal entra em conflito com o roteiro do “Escritor”, comparado com um deus na história

E não é que a troca de última hora deu sorte? O curta, que faz uma metalinguagem entre personagens e autor, foi escolhido pelo próprio diretor americano como o melhor da competição!

Novamente o tema da morte voltou a ser tratado, mas de uma forma bem original. Na história, um cowboy se dá conta de que seu destino já está escrito por outra pessoa e entra em conflito existencial. O final é digno de um filme do Tarantino!

Assista: