PT | EN

Este ano o Anima Mundi exibe Boogie, o aceitoso, longa-metragem de animação 2D e primeiro filme argentino a utilizar a tecnologia 3D estereoscópica em algumas salas (no Anima Mundi, assistiremos na versão tradicional). O filme é uma versão cinematográfica do personagem homônimo do cartunista argentino Roberto ‘el negro’ Fontanarossa. Boogie el aceitoso é o segundo encontro do público brasileiro com o traço inconfundível de Fontanarossa: em 2009, o Anima Mundi exibiu o longa animado Martin Fierro, adaptação do clássico poema épico argentino que contou com a colaboração de Fontanarossa no roteiro e no design dos personagens.
Mercenário violento e assassino inescrupuloso, Boogie começou a ser publicado no jornal El Tiempo, da Colômbia na década de 1970 e, posteriormente, no periódico mexicano Proceso. O personagem marcou presença também em várias publicações argentinas, tais como Humor e La Maga. Foram lançados 12 albuns de Boogie pela Ediciones de la Flor da Argentina, que além dos trabalhos de Fontanarossa, lança albuns de outras feras do quadrinho argentino tais como Quino e Liniers. Boogie já teve edições na itália, na Colômbia e no Brasil pela editora L&PM, com o título de Boogie, o seboso.
Roberto Fontanarrosa começou sua carreira como caricaturista e se tornou internacionalmente conhecido por seu trabalho com cartum e quadrinhos. Entre seus personagens mais conhecidos, além de Boogie, está o gaúcho Inodoro Pereyra com o seu cão Mendieta. Fontanarossa faleceu em 19 de julho de 2007, aos 62 anos.
Colaboração de Marcelus Gaio
Ilustrador e Animador, colaborador do blog viewmasterblog.wordpress.com/
Assista aqui ao trailer oficial:
Na programação: