PT | EN

A história de Ennio Torresan com o ANIMA MUNDI começa lá trás, em 1993, quando o animador lançou seu primeiro curta, “El Macho”. Premiado em diversos festivais internacionais, inclusive Annecy, o filme abriu portas e levou Ennio para os estúdios americanos.

Com o boom inicial, Ennio rodou por vários dos grandes estúdios lá fora. Dirigiu a série animada Spicy City, da HBO, e trabalhou como roteirista e diretor de storyboard de Bob Esponja, da Nickelodeon.

Formado em Belas Artes, Torresan iniciou a carreira em animação nos anos 1980, influenciado pela leitura de quadrinhos e pelo trabalho de artistas como Francis Bacon e Gerhard Richter

Duas décadas depois, o carioca radicado nos EUA retornou ao Rio com toda a pompa merecida. Participou do Papo Animado, onde conversou com o publico sobre sua carreira e ainda ministrou a Masterclass “Nas trincheiras do Storyboard”, sua especialidade.

Conversamos com Ennio sobre o momento da animação no Brasil, a carreira nos EUA e também sobre a possível volta ao Brasil para a produção de um filme! Assista

Carreira

Com o boom inicial, Ennio rodou por vários dos grandes estúdios lá fora. Dirigiu a série animada Spicy City, da HBO, e trabalhou como roteirista e diretor de storyboard de Bob Esponja, da Nickelodeon. Em 2003, deslanchou após faturar um Emmy na direção do desenho Teacher’s Pet, da Disney.

Versátil, o animador assumiu o posto de chefe de storyboard na DreamWorks, uma das posições mais complexas na produção de um longa, já que exige conhecimento de dramaturgia, câmera, iluminação e efeitos especiais. Lá ajudou a desenvolver as histórias de Madagascar (1,2 e 3), Kung Fu Panda, Megamente e o mais recente Turbo.