BLOG

Anima Mundi

O trecho desse documentário nos dá uma idéia da paixão que dois brasileiros tinham pela animação durante as décadas de 40 e 50. Foi graças à perseverança dos irmãos Anélio Latini Filho e Mário Latini que surgiu Sinfonia Amazônica (1953), o primeiro longa-metragem animado do Brasil, sonho que levou mais de seis anos para ser concluído.


Anélio, sempre autodidata, trabalhou sozinho na criação dos personagens e dos cenários, utilizando mais de 500 mil desenhos para fazer a animação. E tudo isso contando com poucos recursos financeiros, juntados através da venda de algumas suas telas. O irmão Mário foi quem filmou, utilizando uma câmera Ernemann Krupp. Filmado em preto & branco, a partir de um argumento do folclorista Joaquim Ribeiro, Sinfonia Amazônica narra sete lendas do Amazonas, apresentando personagens como o malandro Jabuti, exímio tocador de flauta, a Cobra Grande, mãe de todas as águas, o Urutáu, pássaro apaixonado pela Lua, e o Curupira, o protetor da floresta. Veja a seguir um trecho do filme:

E para falar da trajetória desses pioneiros do gênero no país, convidamos Márcia Latini, filha de Mário, para o primeiro Papo Animado desse ano, que acontece hoje às 19h30 na sala de cinema CCBB. Márcia irá contar detalhes dessa produção e de outros trabalhos de seu pai e tio, além sua luta para preservar e restaurar a obra desses mestres e amantes da animação. Infelizmente, o descaso com o nosso patrimonio cultural é tema recorrente em debates que tratam da memória do cinema nacional.

Comentários

Voltar

Telefones:
(55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499

fb-form insta-form tt-form yt-form