BLOG

Anima Mundi

Arte e sonhos tomam conta da cidade de São Paulo no curta-metragem Guida. Cria da animadora, ilustradora e artista de storyboard Rosana Urbes, o filme recebeu uma penca de prêmios no Anima Mundi 2014. Melhor Curta Brasileiro pelos Júris Populares paulista e carioca, Melhor Curta-Metragem entre os paulistanos, o Prêmio Canal Brasil e o Prêmio BNDES, no Anima Mundi 2014. É recorde!

Rosana Urbes Guida

Em 2D, a animação conta com desenhos soltos e ágeis e com traços vibrantes e expressivos

E sabe do que mais? Rosana foi a primeira mulher a ganhar Melhor Curta-Metragem no Anima Mundi! Na verdade, o toque feminino no universo animado vem crescendo nos últimos anos. Nessa edição do festival, dos filmes foi feito por mulheres. E tudo indica que essa quantidade vai aumentar cada vez mais!

A história do curta gira em torno de Guida, uma doce senhora que há mais de duas décadas tem uma vida entediante como arquivista. Mas tudo muda quando ela decide posar como modelo vivo em um centro cultural da cidade, transformando o mundo da cativante personagem.

Com uma abordagem lúdica, delicada e criativa, Rosana coloca a arte como transformadora, reflete, com sensibilidade, sobre a vida na terceira idade e fala sobre a inspiração artística. Nas palavras da animadora, “o filme fala sobre a passagem do tempo, a nostalgia e a busca poética pela inspiração como forma de renovação da vida”.

Curta Guida

Rosana Urbes diz que Guida “é uma sonhadora e charmosa senhora que vai despertar veias artísticas adormecidas no decorrer de sua experiência com o modelo vivo”

Em uma entrevista à Globo News, Rosana Urbes disse que “Guida é uma sonhadora fora de lugar. É muito difícil viver uma vida de sonho, criativa, porque tem um massacre no dia a dia das coisas práticas”.

Guida, essa incrível e emocionante animação brasileira, foi toda feita à mão, com desenhos à lápis e aquarela. Foram três anos de trabalho para que o filme estivesse completo, com mais de 8.000 desenhos!

Rascunho Guida

Rosana Urbes diz que é no rascunho que a magia da animação acontece

Os animaníacos sabem que essa não é a primeira vez que o Anima Mundi traz a técnica da aquarela para as telas do Brasil. Na edição de 2013, apresentamos o belíssimo filme Requiem For Romance – vencedor do prêmio de Melhor Direção de Arte  que também explora esta técnica.

Jonathan NG  Requiem for Romance

O diretor Jonathan NG se inspirou nas animações chinesas dos ano 50 feitas em aquarela

Mas nem precisamos olhar tão para trás: no Anima Mundi 2014, um longa brasileiro adotou a técnica. Estão lembrados daquela história de um menino em uma jornada de descobrimento, que fala de desigualdade, consumo e desmatamento e ainda conta com uma música do rapper Emicida? Então, O Menino e o Mundo, do renomado animador Alê Abreu, teve também pinturas em aquarela, além de usar texturas, colagens e tinta acrílica.

Já dá para perceber que esses desenhos têm resultados incríveis!

Rosana Urbes não faz sucesso apenas no Brasil. Na verdade, ela é super conhecida fora daqui também! A artista trabalhou durante oito anos nos estúdios Disney, fazendo parte da produção de filmes como Mulan, Tarzan, Lilo & Stitch e A Nova Onda do Imperador.

Depois, em parceria com o supervisor de animação da Dream Works, Rune Bennicke, desenvolveu a RR Animation Films, na capital paulista, produzindo animações para filmes comerciais como Asterix e Encantada, entre outros projetos. Com sua experiência literária, Rosana lançou em 2010 seu primeiro livro como autora: Meu dia é Assim.

Haja criatividade!

Ilustração Rosana Urbes

“Meu Dia é Assim” fala sobre a rotina de dois irmãos, encantando crianças por todo Brasil!

Esperamos que Guida ainda faça muito sucesso pelo mundo animado! Com tantos autômatos novos (nossas pequenas estatuetas que servem como troféus), Rosana Urbes deve estar super feliz! Quem sabe, isso pode acabar virando uma fonte de inspiração para sua próxima produção… Vamos torcer! =)

 

 

Comentários

Voltar

Telefones:
(55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499

fb-form insta-form tt-form yt-form