PT | EN

Quem já ouviu falar de animatrônica? É uma tecnologia que faz uso da robótica para dar vida a objetos inanimados, como animais, plantas ou outras criaturas. O campo tem um pé em cada lugar: anatomia, robótica, mecatrônica e confecção de bonecos. Um tanto complexo, não é? Além disso, ela tem realmente tudo a ver com animação, a grande diferença é que não é feita quadro-a-quadro, um princípio básico de todo filme animado.

Em geral, são construídos bonecos gigantes, que, a partir de uma mistura de hidráulica, pneumática e eletrônica, ganham movimento. Essa tecnologia já avançou muito, possibilitando a criação de animatrônicos com aparências muito realistas: desde os músculos até os fios de cabelo, os bonecos impressionam!

Mas, se hoje são tão modernos, é porque os animatrônicos têm origem em tempos passados. Que tal uma viagem para 1515? Um dos primeiros foi criado por Leonardo da Vinci, que construiu o Automata Lion, um leão mecânico que representava a aliança entre França e Florença. O animatrônico levantava, sentava, abria seu visor e movia os braços. Da Vinci era realmente um gênio, imagina só construir algo assim naquela época!

Leonardo da Vinci

Da Vinci foi uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento!

Avançando no tempo, muitos dos primeiros animatrônicos modernos ainda eram conhecidos como robôs. Em 1939, dois deles foram exibidos na Feira Mundial de Nova Iorque: um cachorro e um cavalo. Por representarem animais vivos, ambos são considerados os primeiros animatrônicos modernos.

Walt Disney não demorou muito para se interessar pelo assunto! Seu primeiro projeto não foi finalizado, mas o próximo teve início rapidinho e resultou na criação de uma cabeça chinesa para qual os clientes da loja poderiam fazer perguntas. Ela respondia com “palavras de sabedoria”, sua boca abria e fechava e seus olhos piscavam. Em 1955, a Disney começou usar animatrônicos nos parques temáticos, o que logo virou moda! Hoje, existem uma série de shows e atrações compostos pela tecnologia.

A animatrônica também é, muitas vezes, adotada em filmes, substituindo o uso de CGI e stop motion. A grande vantagem é que o animatrônico tem uma presença física forte, se movendo em frente à câmera em tempo real. Steven Spielberg é expert no assunto, tendo usado a tecnologia em Tubarão e Jurassic Park. É isso mesmo, aqueles animais que impressionam tanto são animatrônicos! Demais, não é?

A animatronica era uma opção forte antes da computação grafica 3D estar bem desenvolvida, filmes como ET e Star Wars, inclusive, fizeram bastante uso dela. Mas, quando a técnica do 3D evoluiu, estes mesmos filmes tiveram versões refeitas em CG para “esconder” ou melhorar algumas cenas filmadas com animatronicos.