PT | EN

Mais um curta vindo de mentes jovens e criativas. Gary Fouchy, Yohann Auroux Bernard e Sebastien De Oleiveira Bispo, alunos da Supinfocom Arles, criaram Fat, que chegou no nosso festival divertindo muito os animaníacos. Esse é mais um filme que nasceu inspirado em uma música. A letra falava de um fazendeiro que cantava sobre o fato de que tudo na sua fazenda ficava gordo. De repente, “fazer animais inflarem e flutuarem por aí soou como uma boa ideia”, disse Fouchy.

Segundo os animadores, ele tiveram que definir regras para um novo universo, onde os personagens se comportavam e interagiam de forma diferente. Mas tudo isso deveria ser retratado sem que fosse perdida a dimensão poética de figuras flutuantes! É realmente muito talento e criatividade.

Supinfocom Arles

Fat ganhou Melhor Curta de Estudante pelo Júri Popular paulista!

Com uma ideia tão boa assim, a animação tinha que fazer jus, não é? O time desenvolveu trabalhos complexos e bem elaborados, alcançando um resultado final sensacional! Em relação à textura, eles queriam chegar a uma mistura entre 2D e 3D, o que exigiu uma pesquisa bem extensa de estilos. No final, decidiram deixar que algumas pinceladas aparecessem, para que o visual estivesse mais próximo da pintura do que do 3D. Você pode imaginar que manter essa aparência 2D e, ao mesmo tempo, dar volume suficiente aos personagens inflados foi um grande desafio, mas os animadores botaram todo o talento em ação e alcançaram um super resultado!

Supinfocom Arles

O rendering dos personagens foi feito em 3D e os cenários, pintados no Photoshop com base 3D

fat 3

Eles usaram uma quantidade pequena de sombreadores para que todos os elementos ficassem semelhantes

Agora, vamos à animação: eram oito personagens diferentes, somados ainda às réplicas e às versões infladas. No momento em que o time já estava com todas as pinturas e já havia realizado o rigging, tinha sobrado pouco tempo para que eles mesmo animassem. Por isso, chamaram Bastien Letoile e Lucas Morandi, dois estudantes mais novos, para ajudarem. A dupla animou a maioria dos personagens, e, no final, conseguiu resultados refinados, tanto em relação às expressões quanto no que diz respeito ao comportamento detalhado. A união de tantas mentes jovens deu realmente muito certo!

Supinfocom Arles

Os animadores acharam que o cachorro foi um dos personagens que mais deu certo: ele é um cachorro normal, expressivo e teimoso, e é o animal que mais se transforma quando inflado, não podendo mais correr e preservar a ordem da fazenda

E então, ficou impressionado pelo curta? Os animadores mostram ter realmente um grande futuro. Esperamos que isso inclua uma nova viagem ao Anima Mundi! Aproveitando que você virou fã, olha só que curioso: existe um curta da Fimakademie que usa uma ideia semelhante, o Rollin’ Safari! Assim como Fat, ele fez muito sucesso e divertiu os animaníacos, dá só uma olhada: