BLOG

Anima Mundi

No Circuito Anima Mundi BH 2014, vai ter de tudo! Masterclass, oficinas, curtas e longas! Então que tal se preparar para o nosso festival conhecendo mais um pouquinho das produções animadas que vão  desembarcar nas terras mineiras?

Se você é um fã de cinema, já deve estar acostumado a sentar em uma sala escurinha por umas duas horas, comendo sua pipoca (ou pão de queijo!) e se divertindo com algum filme bacana. Mas será que você já viu produções animadas em longa-metragem como as que vão estar na nossa tela? Serão cinco, escolhidas com muito cuidado e carinho para agradar a todos os animaníacos: Saibi, Cheatin’, Max & Co., Minhocas – o Filme e O Menino e o Mundo.

Longa metragem Bill Plympton

Cheatin’ , o novo longa de Bill Plympton, ganhou o Juri Award Annecy 2014!

Achamos que você poderia gostar de saber um pouco mais sobre esses incríveis filmes antes de assisti-los, então vamos a eles:

Saibi (O Impostor), o mais novo filme do diretor coreano Yeon Sangho, vai, com certeza, surpreender muitos animaníacos. Mais uma vez, o animador conseguiu trazer para a tela críticas sociais muito fortes, mostrando que a animação pode ser um lugar ideal para refletir sobre o mundo.

No longa, uma pequena vila rural está prestes a ser inundada para a construção de uma usina hidrelétrica. Para assegurar que os moradores não passarão por muitas dificuldade, é dada a eles uma indenização, mas logo todos são envolvidos no terrível esquema do ganancioso Choi. Ele pede ao reverendo Sung para ser eleito chefe da igreja, dizendo querer iluminar o povo nesse momento difícil. Porém, é tudo uma armação! Ao convencer os habitantes de doar para a igreja suas indenizações, Choi pretende, na verdade, ficar com todo o dinheiro para si.

The Fake

Depois do sucesso de Saibi em diferentes festivais de animação, o diretor já está trabalhando em seu próximo projeto: Seoul Station

Quando Min-chul, um residente da vila, volta a sua comunidade depois de passar algum tempo na prisão, ele descobre que Choi é de fato um criminoso. Infelizmente, esse morador um tanto diferente é marcado pelos outros como um notório vagabundo, e não consegue convencer ninguém de sua descoberta…

A situação, então, chega a um ponto crítico: sua filha, envolvida pelos terríveis planos de Choi, é obrigada a se prostituir. Agora, Min-chul se recusa a ficar parado, saindo em busca de vingança. É o começo de uma perigosa guerra entre ele e a igreja.

O filme tem cenários impressionantes, que conseguem capturar intensamente a beleza sombria da história, com imagens suavemente texturizadas, sempre em contraste com os rostos dos personagens. Todo o conjunto visual consegue passar aos espectadores o tom de desespero da história, com uma agonia que cresce cada vez que a ação na tela aumenta.

De acordo com o diretor, ele criou seu filme pensando em perguntas como “quem é o bem e quem é o mau” e “ qual o limite entre eles”. Ele diz querer misturar nossa percepção de bem e mau através de um intenso quadro de suspense.

Quando? Quarta-feira, 03 de setembro, 17h

Onde? No Oi Futuro BH

Cheatin’, do diretor independente Bill Plympton, é definitivamente uma animação inesquecível. A história em si já é um tanto diferente: Jake e Ella são o casal mais amoroso de todos os tempos, mas, com a chegada de uma outra mulher, o relacionamento dois dois é inundado por ciúmes e desconfiança. Então, com a ajuda de um mágico, Ella assume a forma de todas as amantes do seu marido, provando a profundidade do seu amor.

Longa metragem Bill Plymton

Cheatin’ é o sétimo longa animado do diretor e o primeiro feito em um estilo de pintura a mão, com mais de 40.000 desenhos para serem coloridos!

Nas palavras do diretor,

“Cheatin’ é um conto adulto animado sobre amor, ciúmes, vingança e assassinato – cheio de nudez e violência, mas também com meu surreal senso de humor”

Plympton diz que sempre gostou de usar aquarelas nas suas ilustrações e, com Cheatin’, pela primeira vez, pôde colocar suas sensibilidades de pintura em uma de suas animações. Ele diz ser um estilo quase impressionista, nunca antes visto em seus filmes.

Esse sensacional animador é considerado o Rei da Animação Indie Americana; ele foi a única pessoa a desenhar à mão um longa metragem animado inteiro. O diretor já foi indicado duas vezes ao Óscar e, em 1991, com seu filme Push Comes to Shove, ganhou a Palma de Ouro em Cannes. Desde de então, já fez 7 longas animados, todos muito bem reconhecidos ao redor do mundo. Não é pouca coisa, né?

Quando? Quinta-feira, 04 de setembro, 17h

Onde? No Oi Futuro BH

Max & Co. faz parte da coleção especial suíça que veio para o nosso festival! Ele não só é o único longa das mostras, como também é o único longa animado já lançado em todo o país vermelho e branco.

O filme em stop motion se destaca pela preocupação dos irmãos com os detalhes

Mais dois longas animados já estão sendo produzidos na Suíça!

O filme é mais um dos stop motions que desembarcaram no Anima Mundi e já fez muito sucesso por aqui. Os diretores, Samuel e Fréderic Guillaume, são conhecidos ao redor do mundo por suas experimentações, que vem dando muito certo! Eles têm tantos trabalhos diferentes, que já fizeram desde um documentário animado até instalações artísticas! Impressionante, não é mesmo?

Nesse lindo filme, Max, um menino de 15 anos, sai em uma longa jornada em busca de seu pai, desaparecido desde o nascimento do filho. Ele passa por muitos lugares diferentes, até que chega a Saint-Hilare, uma cidade que logo começa a correr grande perigo. A fábrica de mata-moscas de lá está falindo e, para se recuperar, contrata Martin, um excêntrico cientista que cria moscas mutantes que podem destruir tudo! Agora, cabe a Max salvar a cidade e achar seu pai. Será que esse menino de 15 anos tem o precisa para ser um herói?

Quando? Quarta-feira, 03 de setembro, 15h 

Onde? Oi Futuro BH

Falando em longas-metragem em stop motion, o primeiro produzido aqui no Brasil está de volta no Anima Mundi! Minhocas – o Filme, de Paolo Conti, vai passar também por Belo Horizonte, mostrando o trabalho de mais de 5 anos de cerca de 70 talentosíssimos artistas verdes e amarelos!

Minhocas Paolo Conti

Conti se mudou com todos os artistas para Florianópolis. Ele disse que era preciso isolá-los “em um lugar onde eles não fossem incomodados”

Na história, Júnior, um garoto-minhoca de 11 anos um tanto mimado, mas com um bom coração, Linda, uma menina-minhoca com a mesma idade, esportista, habilidosa, inteligente e cheia de iniciativa, e Nico, um nerd-minhoca um pouco mais novo e grande admirador e amigo de Júnior, terão que lutar contra um inimigo em comum. Big Wig é um tatu-bola que quer controlar todas as minhocas do mundo, e vai caber ao trio derrotá-lo e salvar sua espécie!

É uma incrível e divertida história sobre amor, amizade e amadurecimento, que vai encantar os animaníacos!

E sabe do que mais? O filme teve uma produção um tanto única também, fazendo uso uma técnica ainda pouco explorada no mundo da animação: a impressora em 3D. Ela foi usada para facilitar a fabricação dos personagens, ajudando na sincronia das falas e servindo para fazer as expressões e as mais de 1.400 bocas!!

Quando? Quarta-feira, 03 de setembro, 10h / Sexta-feira, 05 de setembro, 15h

Onde? Oi Futuro BH

Nosso último longa é mais uma incrível produção brasileira, e fez muito sucesso por onde passou. O Menino e o Mundo, de Alê Abreu, conta a história de um menino que, com muita saudade do pai, deixa sua aldeia e parte em uma jornada por um mundo fantástico, dominado por máquinas-bichos e seres estranhos.

O filme retrata muitas questões do mundo moderno, fazendo uma crítica clara ao capitalismo e a sua força de destruição, seja através do desemprego, da desigualdade, da pobreza, do consumismo ou do desmatamento. Mesmo sendo guidado pelos olhos de uma criança, o filme encanta espectadores de todas as idades, que se identificam com a jornada do menino.

O menino e o Mundo Alê Abreu

Alê Abreu disse que gosta de pensar que “é um filme para as crianças que habitam os adultos“

O aspecto visual do filme é também um grande destaque. Com texturas, colagens e pinturas, Alê Abreu criou efeitos incríveis e encantadores. Mas o que também chama a atenção de todos é a sensacional trilha sonora, com participação especial de Naná Vasconcelos, dos Barbatuques, do Grupo Experimental de Música e do famosíssimo rapper Emicida. Como as falas do filme são em uma língua inventada, que na verdade é português invertido, a música é um dos principais elementos para a compreensão da história.

Quando: Sábado, 06 de setembro, 17h

Onde? Oi Futuro BH

E então, ficou com vontade de conferir essas incríveis animações? É só vir com a gente! Garantimos filmes inesquecíveis para você!

 

Comentários

Voltar

Telefones:
(55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499

fb-form insta-form tt-form yt-form