PT | EN

Co-produção entre França e Luxemburgo, Mr. Hublot foi uma das grandes surpresas do Oscar. Todos já diziam que a estatueta de Melhor curta-metragem de Animação iria para “Get a Horse“, da Disney, até que os diretores Laurent Witz e Alexandre Espigares foram chamados ao palco.

Com três anos de produção, o filme europeu traz no enredo Hublot, um homem já aposentado, solitário, com transtorno compulsivo e medo de mudanças. Mas a chegada de um cachorro de rua em sua vida começa a deixar as coisas diferentes. Mr. Hublot é uma interessante fábula que mostra como encarar as mudanças inesperadas que o acaso nos impõe.

“Todos diziam que eu não tinha chances contra a Disney. Então, quando anunciaram o nome do meu filme fiquei muito surpreso. Bateu aquele sentimento de orgulho pelo projeto e pela minha equipe”, disse o diretor Laurent em entrevista após a premiação, destacando a singularidade da narrativa e a poesia intrínseca à ela no curta.

Laurent lembrou que a ideia original do projeto surgiu a partir das esculturas do artista Stephane Halleux. “Adaptamos os personagens para conseguir extrair o máximo de emoção deles. Trabalhamos muito em cima dos olhos, de onde todos os sentimentos eram expressados, já que o Hublot não tem boca nem sobrancelhas”, explicou Laurent, que estreou na direção de um filme já com o prêmio de cinema mais reconhecido do mundo.

“Trabalhar a ambientação do filme foi muito importante não só para ressaltar a emoção em cada cena, como também para encontrar a identidade do curta. Por isso, só a pré-produção de Mr. Hublot levou um ano. Precisávamos desse tempo de reflexão”, contou em entrevista ao site CartoonBrew.

Assista Mr. Hublot completo

Abaixo você pode assistir o vídeo de lançamento do livro com as artes conceituais do curta

Confira o vídeo de apresentação de Mr. Hublot no Oscar 2014

Teste de animação do curta