BLOG

Anima Mundi

Você já se imaginou vivendo em um país isolado do resto do mundo? Um lugar onde um muro impede que você faça contato com vizinhos? Esse lugar existe. Bom, não fisicamente, pelo menos… Mas no longa Até Que a Sbórnia nos Separe, dirigido por Otto Guerra e Ennio Torresan, sim.

Os músicos Kraunus e Pletskaya assistem às mudanças de comportamento dos sbornianos depois que o muro que separa seu país do mundo cai por conta de um acidente

Os músicos Kraunus e Pletskaya assistem às mudanças de comportamento dos sbornianos depois que o muro que separa seu país do mundo cai por conta de um acidente

No filme, lançado no ano passado no Festival de Cinema de Gramado, Sbórnia é o nome deste pequeno país. A vida dos sbornianos muda quando um acidente derruba o muro que os separam do mundo. Afastados de tudo, por muito tempo, só depois do ocorrido é que eles começam a descobrir os costumes modernos. A partir daí, o caos toma conta. Enquanto alguns moradores começam a adotar práticas da cultura estrangeira, outros preferem reafirmar as tradições de Sbórnia e resistir à influência que vem de fora. Tudo isso sob o olhar atento de dois músicos locais – Kraunus e Pletskaya.

Dá o play no vídeo abaixo para conferir o trailer de Até Que a Sbórnia Nos Separe:

O longa trata do direito que os povos têm de permanecer intocáveis em suas culturas, principalmente numa época em que qualquer novidade chega rapidinho até aos pontos mais remotos do planeta. E falar de diferenças culturais é falar também de diferenças individuais, do estilo de cada um e do direito de ser diferente num mundo cada vez mais homogêneo e massificado. Até Que a Sbórnia Nos Separe usa técnica de animação 2D clássica, mas recorre também a recursos de 3D para otimização em algumas cenas que envolvem movimentos de câmera mais ousados.

O longa que faz parte da lista de selecionados do ANIMA MUNDI 2014 é uma adaptação da peça de teatro Tangos & Tragédias, famosa no Sul do Brasil. Além disso, conta com a participação de nomes famosos como Fernanda Takai, André Abujamra e Arlete Salles.

Além de emprestar a voz à mocinha da história, Takai canta uma das músicas da trilha sonora:

O longa tem um bom histórico de críticas e prêmios por onde passou. Já na primeira vez que foi exibido faturou de cara os prêmios de Melhor Filme Longa-Metragem, na escolha do Júri Popular e Melhor Direção de Arte Longa-Metragem no Festival de Cinema de Gramado.

Quanto aos diretores, claro que todo mundo já sabe que eles são mais que conhecidos do nosso festival, né? Ennio Torresan é tão chegado no ANIMA MUNDI, que toda nossa identidade visual é do cara. Otto Guerra também é nosso velho conhecido, em edições anteriores, os dois já participaram do ANIMA FÓRUM. Essa parceria aconteceu mesmo com Ennio trabalhando fora do país. O chefe de storyboard na DreamWorks mandava cenas para Otto lá de Bervely Hills, onde mora. Ao todo, o longa demorou oito anos para ficar pronto.

Otto Guerra e Ennio Torresan trabalharam à distância, já que Ennio mora nos Estados Unidos, onde trabalha como chefe de storyboard

Otto Guerra e Ennio Torresan trabalharam à distância, já que Ennio mora nos Estados Unidos, onde trabalha como chefe de storyboard

No final de julho, Até que a Sbórnia Nos Separe desembarcou no ANIMA MUNDI 2014, para a alegria de todos nós. E agora, o filme está começando a chegar nos cinemas brasileiro!

[Esse texto foi atualizado depois do Anima Mundi 2014, quando o filme começou a ser exibido nos cinemas do Rio Grande do Sul!]

Comentários

Voltar

Telefones:
(55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499

fb-form insta-form tt-form yt-form