ANIMEMÓRIA
2014

Vinheta

Catálogo

Ilustração do Ano

A identidade visual do Festival de 2014 foi criada pelo artista Ennio Torresan. Sua história com o Anima Mundi é longa. Na primeira edição, em 1993, ele estreou o curta-metragem “El Macho”. A ideia da ilustração foi a de criar uma metáfora que representasse a grandiosidade do Anima Mundi, um evento com filmes e artistas de todas as partes do mundo. As flores e os insetos representam a festa que é o Festival e o beija-flor os filmes que, de acordo com Torresan, são o elo entre público e criadores.

Galeria de Fotos

Destaques

Na sua 22ª edição, o Festival Anima Mundi recebeu mais de 43 mil pessoas no Rio de Janeiro e 10 mil em São Paulo.

Cerca de 6 mil pessoas passaram pelo Estúdio aberto, entre crianças e adultos, experimentando criar suas próprias cenas animadas nas oficinas de massinha, areia, pixilation e desenho.

O longa brasileiro “O Menino e o Mundo”, de Alê breu, foi exibido em uma sessão comentada pelo diretor. “Minhocas”, de Paolo Conti e “Até que a Sbornia nos separe”, de Otto Guerra, também tiveram sessões especiais.

Algumas mostras especiais aconteceram: Suiça Animada (Suiça), Panorama Luzern (Suiça), A Cauda Longa do Curta (Brasil), Integranimação Latino-Americana (Diversos), O Projeto SEA (Diversos), Animação e Games (Brasil), comKids (Diversos). Também foram realizadas exposições com os trabalhos de Alê Abreu e Céu D’Ellia.

No Rio de Janeiro, a Fundição Progresso foi o espaço central das atividades. Mas Oi Futuro Ipanema, Centro Cultural Light e Espaço Itaú de Cinema também receberam sessões animadas. Em São Paulo, o Festival aconteceu no Espaço Itau de Cinema da Augusta.

Convidados

Céu D’Ellia

Céu D’Ellia é diretor de animação, designer, escritor, produtor e ambientalista e foi o homenageado no Festival Anima Mundi 2014. Ele começou a carreira animando comerciais e, de cara, ganhou prêmios com eles, como no caso dos 128 PlocMonsters, personagens criados para uma campanha de chicletes em 1988.

No mesmo ano, ele lançou o curta-metragem experimental Adeus e no ano seguinte inicia sua carreira internacional trabalhando em Londres na equipe do filme An American Tail: Fievel Goes West (1991). No filme de Steven Spielberg, ele foi responsável por animar a personagem que era irmã de Fievel.

Depois de desenvolver pesquisas sobre o meio ambiente, recebeu o prêmio Hopes for the Future for a Sustainable World, da IUAPPA/IAS, pelo conjunto de princípios propostos para as relações entre os meios de comunicação de massa, a cultura e o meio ambiente.

Atualmente divide seu tempo entre participações em produções internacionais e iniciativas de difusão desses princípios por meio de documentários, histórias em quadrinhos e animações. Em 2009, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, criou o NUPA, núcleo fomentador do cinema brasileiro de animação.

Bob Balser

Robert Balser é um dos animadores responsáveis pela existência do clássico “Yellow Submarine” (1968), que esteve na programação do festival em 2014. Ele trabalhou no filme ao lado do diretor de arte, Heinz Edelmann, e do codiretor, Jack Stokes.

No musical animado, Balser foi responsável pela criação das cenas da viagem dos Beatles até Pepperland, que sofre um ataque por parte dos ranzinzas Blue Meanies. Usando músicas da banda, Balser criou paisagens psicodélicas com cores pulsantes juntando também desenho e colagem. Entre outros trabalhos, Balser também animou a série musical “The Jackson 5ive” (1971).

Eric Goldberg

O diretor, designer e animador Eric Goldberb vem aprimorando, há mais de 30 anos, sua capacidade de traduzir em movimento a personalidade de seus personagens, muitos deles cômicos e carismáticos. Um dos seu segredos é o domínio de praticamente todas as técnicas de animação, das tradicionais às digitais.

Além da sensibilidade para orquestrar as ações e os sentimentos de personagens como o memorável Gênio, do filme “Aladdin”. Além de seus trabalhos nos estúdios Disney, como codiretor de “Pocahontas” (1995), e animador do sátiro Phil, em “Hércules” (1997), Eric passou pela Warner Bros., onde foi diretor de animação do longa-metragem Looney “Tunes: De Volta à Ação” (2003), que mistura live action e animação.

Mesmo com tanto trabalho, ele ainda tem tempo para escrever. Seu livro “Character Animation Crash Course!” é uma referência importante para quem quer entender mais sobre a arte de criar personagens carismáticos.

Samuel e Frederic Guillaume

Os irmãos Sam e Fred Guillaume são conhecidos pela experimentação com várias técnicas em animação. A trajetória artística deles começou com o curta “Bonne Journeé Monsieur M.” (Bom Dia Senhor M., 1999), sobre um porco com o defeito de roncar alto demais.

Depois de trabalhos com a companhia de dança Da Motus, quando animaram dançarinos virtuais para um espetáculo, realizaram o curta “Une Petite Leçon D’Animation” (Uma Pequena Lição de Animação, 2001) e um comercial estrelando um elefante cinéfilo.

Entre 2003 e 2007, a dupla se dedicou à realização de “Max & Co.”, o único longa-metragem em stop motion produzido na Suíça, que conquistou o Prêmio do Público em Annecy no ano de lançamento. Em 2012, lançaram o seu primeiro documentário animado, “La Nuit de l’Ours” (A Noite do Urso), inspirado no encontro de um dos realizadores com a equipe e os frequentadores de La Tuile, um abrigo para sem-tetos.

Os longas-metragens “Les Fables de L’Homme” (As Fábulas do Homem) e “Sur le Pont” (Na Ponte) figuram entre os trabalhos em andamento dos irmãos Guillaume, que também dedicam-se ao desenvolvimento de instalações que incluem a animação.

Prêmios Júri Profissional

Melhor Técnica de Animação:
Fuga
Dir: Juan Antonio Espigares
Espanha / Spain

Melhor Roteiro:
Lettres de femmes
Dir: Augusto Zanovello
França / France

Grande Prêmio de Curta-Metragem
Padre
Dir: Santiago Bou Grasso
Argentina; França / Argentina; France

Melhor Concepção Sonora:
Fuga
Dir: Juan Antonio Espigares
Espanha / Spain

Melhor Direção de Arte:
Historia de un Oso
Dir: Gabriel Osorio
Chile

Prêmio BNDES
Guida
Dir: Rosana Urbes
Brasil

Melhor Filme de encomenda:
Papírvilág
Dir: László Ruska and Dávid Ringeise
Hungria

Melhor Filme da Sessão Galeria
00:08
Dir: Yutaro Kubo
Japão / Japan

Prêmio Canal Brasil
Guida
Dir: Rosana Urbes
Brasil

Prêmios Júri Popular

Melhor Curta-Metragem RJ / Best Short Film RJ
Wedding Cake
Dir: Viola Baier
Alemanha / Germany

Melhor Curta-Metragem SP / Best Short Film SP
Guida
Dir: Rosana Urbes
Brasil

Melhor Curta Brasileiro RJ e SP:
Guida
Dir: Rosana Urbes
Brasil

Melhor Curta Infantil RJ e SP:
RJ
Historia de un Oso
Dir: Gabriel Osorio
Chile

SP
The Dam Keeper
Dir: Dice Tsutusmi; Robert Kondo
EUA / USA

Melhor Curta de Estudante RJ e SP:
Wedding Cake
Dir: Viola Baier
Alemanha / Germany

Melhor Longa RJ e SP:
O Apostolo
Dir: Fernando Cortizo
Espanha / Spain

Prêmnio Núcleo de Cinema de Animação em Campinas

Só mais um
Dir: Rodrigo César Santos
Brasil

Anima Multi

Júri Popular
Last Cleaning Hero
Dir: Cristian Guerreschi
Dinamarca / Denmark

Júri Profissional
See me Again
Dir: Roman Klochkov
Bélgica / Belgium

Maratona Firjan / Firjan Marathon
Tanto Faz
Dir: Equipe Impromptu
Brasil

Catálogos

Livreto de programação

Telefones: (55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499
fb-form insta-form tt-form yt-form
Telefones: (55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499
fb-form insta-form tt-form yt-form