ANIMEMÓRIA
2002

Vinheta

Catálogo

Ilustração do Ano

A ilustração que representou essa edição do festival foi criada pelos ingleses da Aardman Animations.

Galeria de Fotos

Destaques

Em 2002, o Anima Mundi celebrou seus 10 anos, proporcionando novos espaços para um público de mais de 77 mil pessoas. A ilustração que representou essa edição do festival foi criada pelos ingleses da Aardman Animations.

O Dia da Animação Britânica, realizado em parceria com o British Council, apresentou “O Melhor da Aardman”, “Videoclipes Animados” e “Gênios: os Primeiros Traços”, com a curadoria de Jayne Pilling e apresentação da animadora inglesa Ruth Lingford.

Outro país muito importante na história do Anima Mundi é o Canadá. Além da enorme influência das produções canadenses sobre toda uma geração de animadores brasileiros, foi durante um curso de animação oferecido pelo National Film Board of Canada que os quatro diretores do Anima Mundi se conheceram e decidiram criar um festival de animação.

A Retrospectiva Brasil-Canadá contou com a presença mais que especial de um dos professores deste curso, o animador Pierre Vielleux. Jason Spencer-Galsworthy também esteve presente com um workshop de Animação da Aardman.

Em São Paulo, os animadores canadenses André Leduc e Florence Bolté ministraram a oficina ANIMATHON – A Maratona da Animação. O Ciclo de Palestras dessa edição teve a presença da Escola Francesa Supinfocom, da companhia canadense Toon Boom e do animador de computação gráfica americano Robert Lurye.

Uma retrospectiva com os melhores cartoons do americano Chuck Jones, autor do famoso seriado de TV “The Looney Toones”, foi apresentada em sua homenagem. Entre os longas-metragens exibidos, destaque para a pré-estréia de “Sen to Chihiro no Kamikakushi” (Spirited Away), de Hayo Myazaki.

Outras produções japonesas que também foram grandes sucessos de público foram “Vampire Hunter D: Bloodlust” de Yoshiaki Kawajiri e “Jin Roth” de Hiroyuki Okiura. Outros destaques foram o americano “Osmosis Jones” de Peter e Bobby Farrelly, o espanhol “O Bosque Animado” de Angel de La Cruz e Manolo Gomez e os clássicos da Disney recém-restaurados “A Bela e a Fera” e “A Branca de Neve e os Sete Anões”. As artes originais de ambos os filmes ficaram em exposição nos corredores do festival.

Vinheta
2002 foi um ano muito especial para nós, pois marcou os dez anos do festival. Por isso, fizemos questão de comemorar com homenagens às pessoas que tornaram o evento possível ao longo desses anos.

A vinheta que você vai assistir mostra nosso personagem passeando em meio a fotos de momentos e pessoas importantes para a o Anima Mundi. São animadores, diretores, professores, equipe… enfim, uma singela homenagem a todos os responsáveis pelo sucesso do festival.

Desenho de Personagem: Troféu Anima Mundi
Animação: Maurício Vidal, Renan de Moraes, Sérgio Yamasaki e Ricardo Biriba
Música: Maurício Barros

Convidados

Peter Lord (Inglaterra)

Diretamente dos estúdios da Aardman, o diretor do longa “A Fuga das Galinhas” apresentou uma retrospectiva com trabalhos realizados pelo estúdio.

Carlos Saldanha (Brasil)

Um dos diretores de “A Era do Gelo” conversou com o público sobre a sua carreira e sobre o sucesso como diretor de animacão nos estúdios Blue Sky de Nova York.

Ruth Lingford (Reino Unido)

A animadora britânica marcou presença no Papo Animado com uma belíssima retrospectiva de seus trabalhos.

Jerzy Kucia (Polônia)

Conhecido como o “Papa da Animação Experimental”, o premiadíssimo animador polonês conversou com um público especialmente curioso e interessado no gênero.

Vetor Zero (Brasil)

Representando o Brasil no Papo Animado, o premiado estúdio paulista apresentou uma seleção especial de alguns dos seus trabalhos para o mercado nacional de propaganda.

Prêmios Júri Profissional

Melhor Filme:
RJ
1º – “Interrogating Ernie”, Ken Lidster, Reino Unido
2º – “Das Rad”, Chris Slenner, Alemanha
3º – “Aria”, Pjotr Sapegin, Canadá

Melhor Curta em Vídeo:
1º – “Angry Kid Russian Roulette”, Darren Walsh, Reino Unido
2º – “Angry Kid Curious”, Darren Walsh, Reino Unido
3º – “Den Venstre Telefon”, Kristjan Moller, Dinamarca

Melhor Animação Brasileira:
1º – “Terminal”, Leo Cadaval
2º – “Armadilha para Turistas”, Alexandre Camargo
3º – “Os Sapos”, Marcelo Ribeiro Mourão

Prêmio Especial Primeira Obra:
1º – “Das Rad”, Chris Slenner, Alemanha
2º – “Glasses”, Brian Duchscherer, Estados Unidos
3º – “Framed”, Eric Carney, Estados Unidos

Melhor Portfólio:
1º – “Filmtecknarna”, Suécia
2º – “ACME Filmworks”, Estados Unidos
3º – “Minotaur Digital Arts (776 B. C.)”, Gréci

Prêmio Especial do Júri:
“Das Rad”
Chris Slenner
Alemanha

Prêmios Júri Popular

Melhor Curta-Metragem RJ/SP
RJ
1º – “El Desafio a la Muerte”, Juan Pablo Zaramella, Argentina
2º – “Ap 2000”, L. Bail, A. Delpoux, S. Ebzant e B. Lawick, França
3º – “Java JimJam’s”, Deanna Partridge-David, Canadá

SP
1º – “Harvey Birdman Attorney at Law”, J.J. Sedelmaier, EUA
2º – “Den Venstre Telefon”, Kristjan Moller, Dinamarca
3º – “A Traffic Jam”, Ty Primosch, EUA

Melhor Vídeo Brasileiro:
RJ
1º – “Os Sapos”, Marcelo Ribeiro Mourão
2º – “Por Baixo da Lona”, Marcelo Martinez
3º – “A Guerra do Bom Humor contra o Mau Humor”, Heinar Maracy e Tony de Marco

SP
1º – “Os Sapos”, Marcelo Ribeiro Mourão
2º – “Terminal”, de Leo Cadaval
3º – “Por Baixo da Lona”, Marcelo Martinez

Melhor Filme RJ e SP:
RJ
1º – “O Lobisomen e o Coronel”, Elvis Kleber Figueiredo e Italo Cajueiro de Oliveira, Brasil
2º – “Das Rad”, Chris Slenner, Alemanha
3º – “Hamilton Mattress”, Barry Purves, Reino Unido

SP
1º – “O Lobisomen e o Coronel”, Elvis Kleber Figueiredo e Italo Cajueiro de Oliveira, Brasil
2º – “Hamilton Mattress”, Barry Purves, Reino Unido
3º – “Das Rad”, Chris Slenner, Alemanha

Melhor Animação Infantil RJ/SP:
RJ
1º – “Capelito Papa”, Rodolfo Pastor, Espanha
2º – “A Lua Risonha”, Kiyoshi Mishimoto, Japão
3º – “O Boneco Quebrado, Humbert Chevillard, França

SP
1º – “Capelito Papa”, Rodolfo Pastor, Espanha
2º – “A Lagartinha Verde”, Hisako Matsumoto, Japão
3º – “Cangazul”, Silvia Uchida, EUA

Melhor Filme Brasileiro RJ/SP:
RJ
1º – “O Lobisomen e o Coronel”, Elvis Kleber Figueiredo e Italo Cajueiro de Oliveira
2º – “Onde Andará o Petrucio Felker”, Allan Sieber
3º – “Segredos”, Mauricio Vidal e Renan de Moraes

SP
1º – “O Lobisomen e o Coronel”, Elvis Kleber Figueiredo e Italo Cajueiro de Oliveira, Brasil
2º – “O Limpador de Chaminés”, Rodrigo John
3º – “Onde Andará o Petrucio Felker”, Allan Sieber

Melhor Curta em Vídeo RJ/SP:
RJ
1º – “El Desafio a la Muerte”, Juan Pablo Zaramella, Argentina
2º – “Ap 2000”, L. Bail, A. Delpoux, S. Ebzant e B. Lawick, França
3º – “Java JimJam’s”, Deanna Partridge-David, Canadá

SP
1º – “Harvey Birdman Attorney at Law”, J.J. Sedelmaier, EUA
2º – “Den Venstre Telefon”, Kristjan Moller, Dinamarca
3º – “A Traffic Jam”, Ty Primosch, EUA

Demais Prêmios

Anima Mundi Web – Júri Popular
1º – “A Árvore do Dinheiro”, Marcos Buccini and Diego Credidio, Brasil
2º – “Só dá Sexo”, Andrés Lieban, Brasil
3º – “El Emigrante”, Dave Jones, Australia

Anima Mundi Web Júri Profissional
1º – “Homem-Bomba Vítima”, Julien Babigeon, França
2º – “A Vida”, André de Pádua, Brasil
3º – “Senhor Sombra”, Raquel Jiménez e Luis Manchado, Espanha

Telefones:
(55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499

Email:
contato@animamundi.com.br

fb-form insta-form tt-form yt-form

Telefones: (55 21) 2543-8860
(55 21) 2541-7499
fb-form insta-form tt-form yt-form