PES é famoso por não seguir as regras. O animador americano provou isso ontem no último Papo Animado do Rio de Janeiro. Enquanto todos os outros convidados organizaram a sessão exibindo um filme de cada vez e falando sobre ele, PES decidiu que iria exibir todos de uma vez e depois abrir para perguntas.

PES foi o convidado do último Papo Animado

PES foi o convidado do último Papo Animado (Foto: Oswaldo Reis)

Ele já começou deixando tudo bem claro: “filmes falam sobre as ideias do seu diretor, e as minhas ideias são bem curtas” – justificou o animador, conhecido por seus filmes de poucos minutos. Foram exibidas todas as animações feitas por PES, incluindo making of’s e peças publicitárias: ao todo a exibição durou por volta de uma meia hora muito aplaudida pelo público.

O sucesso de Adam PESapane se confirmou no tempo destinado às perguntas, uma hora e meia da plateia ávida em participar. Foi discutido a relação entre arte e publicidade, durante a qual ele assumiu que se utiliza da última por causa do dinheiro, o que permite o sustento de seus filmes autorais. “Os comerciais não são minhas ideias, apesar de ter certas ideias minhas nesses filmes. Mas eu não acordo querendo mover garrafas de Bacardi por aí” – ironizou o diretor, se referindo a série de quatro comerciais feitos para a marca.

Uma vantagem da publicidade, na opinião do artista, é poder fazer coisas que não se faria normalmente. Um exemplo é ter uma equipe de cem pessoas e um estúdio a sua disposição por oito dias – o que ocorreu nos filmes da Bacardi – em vez de duas pessoas no seu apartamento de Nova Iorque, como no seu último curta Fresh Guacamole. Para fazer este último havia um monitor e uma assistente: ele mesmo fez as ações do filme, enquanto via no monitor se estava bom, e aí era só pedir para a assistente tirar a foto.

O animador recebeu o Troféu Anima Mundi 2012

O animador recebeu o Troféu Anima Mundi 2012 (Foto: Oswaldo Reis)

Ele também contou que normalmente consegue a foto na primeira tentativa. Mas isso deve ter a ver com o seu processo criativo: PES confessou que pensa muito e filma pouco. O americano estrutura bem a ideia antes, desenha e depois filma: “Filmar gasta muita energia, e eu não gosto de desperdiçar energia”.

Outro tópico abordado foi a excelência do som nas animações do artista. “O som dá vida ao filme” – contou PES, e principalmente nos seus stop motions, conhecidos por dar funções inusitadas a objetos cotidianos. Para fazer com que o espectador acredite que um cubo mágico é um dente de alho – como em Western Spaghetti – é necessário que o som o lembre do alimento, assim como a manipulação dele.

As ideias de PES não continuarão tão curtas, como o próprio disse no início do Papo Animado. Ele contou com exclusividade que está em fase de produção do seu primeiro longa-metragem, baseado na série de TV dos anos 80 Gang do Lixo (Garbage Pail Kids na versão original). Ele se contradisse durante o bate-papo, pois no início disse que não achava o stop motion um bom meio para contar histórias com personagens, e por isso usava objetos nos seus. Entretanto, como fazer um filme de 90 minutos sem personagens, perguntou uma espectadora. “É, você me pegou’’, riu PES, e ainda acrescentou que os objetos inusitados não serão deixados de lado: “A gangue do lixo tem que ser feita de lixo, certo?

Capa do álbum de figurinhas da Gang do Lixo, série que será adaptada por PES

Capa do álbum de figurinhas da Gang do Lixo, série que será adaptada por PES

PES surpreendeu do início ao fim do Papo Animado, e disse que é isso que ele tenta fazer na arte: “Gosto de imaginar que meus filmes expressam a minha criança interior, e que traga à tona também a do público. É esta criança que olha para as coisas comuns ao seu redor e descobre usos diferentes para elas.’’ E o animador complementou: “Espero que as pessoas recebam uma dose de alegria com isso’’. A julgar pela reação do público ontem, o objetivo de PES foi atingido.

Em São Paulo também haverá Papo Animado com PES, no Memorial 2 às 21h do dia 25 de julho!

 

por: Bruna Cataldi, 22/07/2012